11 de Novembro de 2016

Confira o ABC das flores

Saiba qual é a mensagem que cada uma transmite!

As flores têm o poder de despertar emoções e transformar momentos. Cada uma delas tem uma característica especial, tornando cada buquê único e pessoal. São elas, as rosas e todas as outras flores, que nos emprestam, generosamente, o aroma que nasce com elas. As flores podem muito: perfumam nossos dias, embelezam as cidades e jardins, até ajudam a curar a depressão. 

Confira o ABC das flores                                                                                       

  • Amor-perfeito: recordações.
  • Astromélia: amizade e lealdade.
  • Antúrio: autoridade e luxo.
  • Azaleia: feminilidade.
  • Begônia: delicadeza e inocência.
  • Bromélia: resistência, inspiração e excentricidade.
  • Calla: perseverança, fortaleza e persistência.
  • Camélia: Branca: beleza. (Rosa = grandeza da alma; vermelha =reconhecimento).
  • Copo-de leite: associa-se ao sagrado e simboliza a paz.
  • Cravo: amor puro e liberdade.
  • Crisântemo: amor acabado ou paixão passageira.
  • Dália: união.
  • Estrelítzia: galanteio.
  • Flores do campo: equilíbrio e ponderação.
  • Gérbera: jovialidade, energia e sensibilidade.
  • Girassol: ouro e fortuna.
  • Hibisco: virtude e avidez.
  • Hortência: energia e obstinação.
  • Jacinto: tristeza e mágoa.
  • Jasmim: graça, elegância e doçura.
  • Lírio: proteção, nobreza e paz.
  • Lisiantus: romance, casamento e entrega amorosa.
  • Lótus: proteção e amor.
  • Magnólia: amor à natureza.
  • Margarida: infância, inocência e pureza.
  • Miosótis: amor sincero, fidelidade.
  • Narciso: vaidade, egoísmo.
  • Orquídea: sabedoria, beleza e luxúria.
  • Papoula: fertilidade, sonho.
  • Peônia: timidez.
  • Prímula: apoio, equilíbrio.
  • Rosa: romantismo, amor. (Rosa = amizade, saúde e sucesso / Branca = pureza e paz espiritual /Champanha = recordação e admiração / Laranja = entusiasmo e encanto / Vermelha = paixão e desejo).
  • Tulipa: prosperidade e independência.
  • Violeta: modéstia e simplicidade.

Últimos Artigos

Não há mais notícias.

← Voltar